24 Outubro de 2014
BUSCA CANAL

18/06/2012
Utilitário da Fiat com atributos de carro de passeio


Com versões repaginadas, a Fiat espera vender este ano entre 10 mil e 11 mil unidades por mês da linha 2013 de sua picape Strada, que ganhou nova motorização, novos itens de fábrica e algumas mudanças no acabamento. O veículo, que é líder em seu segmento há 12 anos consecutivos, ganhou a nova motorização E-torQ 1.6 16V, que se soma à Fire 1.4 e à E-torQ 1.8 16V. A nova linha da Strada é formada por nove versões, compostas pelas cabines simples, estendida e dupla, com três níveis de acabamento (Working, Trekking e Adventure).  

A Strada 2013 mantém seu foco de utilitário, porém com novos atributos de um carro de passeio. A versão Adventure apresenta a opção de câmbio Dualogic, com comando de marchas no volante, e bloqueio de diferencial Locker, além do conceito HSD (High Safety Drive), composto por air bag duplo e freio ABS com EBD. 

No test drive realizado pelas ruas de Recife, incluindo um trecho de estrada de terra, o carro mostrou-se silencioso, com boa performance na saída e nas frenagens. Tem altura confortável para embarque e desembarque e descanso para o pé esquerdo do motorista. A troca de marchas respondeu bem tanto no automatizado, quanto no controle mecânico pelas borboletas do volante. 


A picape tem, como conteúdos de série, vidros e travas elétricos e ar condicionado, e opcionais como teto solar, capota marítima e bancos parcialmente revestidos em couro. Externamente, foi adotado um novo para-choque, com visual mais robusto e de linhas limpas, e que passa a impressão de um carro mais alto. A grade frontal tem agora um desenho de colmeias e uma barra horizontal cromada, remetendo ao family feeling Fiat. Na parte inferior do para-choque, o novo design aumentou o dinamismo da área dos faróis de neblina e da grade inferior. Todas as versões passaram a oferecer cabine dupla. 

Internamente, o Centro Estilo Fiat procurou diferenciais de conforto e praticidade, com uso de tecidos mais nobres nas forrações, um novo volante, um desenho do quadro de instrumentos com novas grafias, para melhorar a leitura, e diversos itens de conveniência para os usuários, como as bolsas porta-objetos e até porta-copos. Além disso, desenvolveu um novo sistema de som, com rádio CD/MP3 ou rádio CD/MP3-Connect, com porta USB, e conexão Bluetooth para o celular. 

A linha de veículos comerciais da Fiat é composta, além da Strada, pelos furgões Fiorino, Ducato, Uno Furgão e o Doblò Cargo. “Temos quase a metade do mercado no segmento de picapes pequenas (47%). Somos líderes com o Strada, na área de picapes compactas, com o Ducato no segmento de furgões grandes e com o Fiorino no segmento de furgões pequenos”, declara Lélio Ramos, diretor comercial da Fiat. De acordo com ele, as vendas desses veículos nos últimos anos têm crescido com o mercado, em torno de 13% a 15% ao ano. 



Os novos modelos da picape Strada chegam à rede de concessionárias com preços que vão de R$ 31.490 a R$ 54.060. Ramos destacou que a empresa busca a inovação contínua em seus veículos comerciais e citou, como exemplo, que em 1999 lançou a cabine estendida, em 2001 a versão aventureira, em 2008 introduziu o Locker, em 2010 passou a oferecer a cabine dupla, e, em 2011, lançou o câmbio automatizado.

Durante o lançamento da linha 2013 da Strada, e dos novos Palio Weekend e Siena EL, Ramos afirmou que o bom posicionamento da montadora no mercado nacional é fruto de um forte trabalho, realizado nos últimos anos, para melhorar o posicionamento da gama de produtos, “lançando carros melhores e com mais qualidade, focando no atendimento ao cliente e trabalhando em parceria com a rede de concessionários.”

voltarImprimir